Novidades

Especificações gerais de óleos: parte 2

28. June 2018

Especificações gerais de óleos: parte 2

Entenda algumas normas da indústria

Especificações gerais de óleos: parte 1
  • O primeiro passo para identificar o óleo para correntes e engrenagens adequado é seguir as recomendações do OEM
  • Esta rápida visão geral explica algumas das normas usadas na indústria de óleo para engrenagens, simplificando a especificação desses lubrificantes
Óleos para Engrenagens CLP

A classificação CLP é uma norma alemã para óleos lubrificantes similar às especificações AGMA e é definida pela norma DIN 51517-3. Esse documento define os requisitos mínimos de testes para atender à especificação CLP. Abrange lubrificantes para tipos de engrenagens derivados do petróleo que contêm aditivos para melhorar a proteção contra ferrugem, resistência à oxidação e proteção EP. Frequentemente, os fabricantes de engrenagens especificam um óleo CLP e um tipo de óleo; por exemplo, CLP HC 220 é um óleo para engrenagens ISO VG 220 PAO que atende às especificações CLP.

  • CLP é tipicamente um óleo mineral CLP
  • CLP HC é tipicamente um óleo CLP sintético (SHC, PAO)
  • CLP PG é tipicamente um óleo CLP PAG de poliglicol
Especificação API

A especificação API é redigida pelo Grupo de Lubrificantes do Instituto Americano do Petróleo (American Petroleum Institute) e foi desenvolvida para ajudar os usuários finais e fabricantes do setor automotivo a selecionar os tipos de lubrificantes adequados para transmissões, transeixos e eixos. Os requisitos de teste estão definidos nas normas ASTM D7560 e ASTM D7450. Embora a designação API tenha seu foco principal nos produtos automotivos, ainda há alguns OEMs que usam essa designação para aplicações industriais. Há somente três designações API que são utilizadas atualmente: API GL-4, API GL-5 e API GL MT-1.

  • API GL-4: Destinada ao uso em aplicações de conjuntos de engrenagens cônicas de dentes helicoidais que operam em condições moderadas a severas.
  • API GL-5: Destinado ao uso em tipos de engrenagens hipóides que operam em condições de alta velocidade e com cargas de impacto ou em baixa velocidade e torque elevado. Isso é definido na norma ASTM D7450.
  • API MT-1: Denota tipos de lubrificantes que são destinados ao uso em transmissões manuais não sincronizadas. São especificamente projetados para trabalhar nas condições de operação e com os componentes das transmissões manuais. Isso é especificamente verdadeiro no que se refere à compatibilidade com os materiais de vedação.

API GL-1, API GL-2, API GL-3 e API GL-6: Nenhuma dessas quatro designações se encontra atualmente em uso devido às constantes mudanças dos requisitos de aplicação e teste. Ainda podem ser especificadas por um fabricante ou OEM, mas, na situação em que se encontram, o documento de Designação da API deverá ser consultado para obter uma recomendação de lubrificação atualizada e precisa.

Fale conosco

Entraremos em contato em breve

Agradecemos sua participação. Entraremos em contato assim que possível.

Ocorreu um erro no processamento. Por favor, tente novamente mais tarde.