Novidades

45 anos de inovação e sustentabilidade

17. November 2016

45 anos de inovação e sustentabilidade

Temos muitos motivos para comemorar

Nós, Klüber Lubrication, empresa do Grupo Freudenberg que desenvolve soluções para lubrificação industrial e graxas e óleos para diversos segmentos, completamos 45 anos de atuação no Brasil em 2016. E com muitos motivos para comemorar. Mesmo em um cenário de instabilidade política e econômica que atinge vários setores da indústria, a empresa atravessa o momento atual mantendo o foco na visão de longo prazo, no fortalecimento do mercado nacional e no desenvolvimento de soluções inovadoras e sustentáveis, que visam manter a rentabilidade e o crescimento para os próximos anos.

Para manter a posição de liderança alcançada em suas quatro décadas e meia de vida, a Klüber Lubrication manteve a sua postura de vanguarda e se preparou muito bem em meio à crise. Desde o final de 2014, iniciou um projeto de ampliação do portfólio local, com o aumento da produção total, por meio de dois pilares principais: a transferência de tecnologia e fabricação e o desenvolvimento de novos produtos voltados especialmente para o mercado brasileiro. Com isso, a empresa tem por objetivo a diminuição dos custos de importação e totais, a melhor absorção dos custos fixos, a valorização da mão de obra e dos fornecedores aqui instalados e a competitividade.

“Essa estratégia de atuação, com foco na inovação e na sustentabilidade, garante que a Klüber Lubrication esteja mais preparada quando o ciclo de crescimento for retomado permitindo uma recuperação mais rápida. Além disso, traz muitos benefícios para todos os envolvidos no negócio: a empresa, os colaboradores, os clientes e, acima de tudo, o País”, comenta Enrique Garcia, CEO.

Investimento e localização garantem maior volume de produção

A ampliação do portfólio e o desenvolvimento da produção passa, primeiramente, pela transferência de tecnologia e fabricação, que consiste na capacidade de fabricação de produtos que são vendidos no Brasil, mas que antes eram produzidos em outras unidades ao redor do mundo. Há alguns anos, a Klüber Lubrication começou a investir fortemente na parte de competências técnicas, de compliance e de atendimento aos requisitos legais tanto para o Brasil como internacionais, a fim de mudar esse cenário.

Nos últimos três anos, foram feitos investimentos no desenvolvimento técnico do parque fabril, no chamado Projeto de Modernização da Planta, que deve estar concluído entre o final de 2017 e 2018. Eventuais investimentos no aumento da capacidade produtiva também estão sendo planejados. Além das melhorias estruturais, a base do processo passa, ainda, pela obtenção de novas certificações. Atualmente, são quatro: ISO 9000, ISO 14000, ISO 18000 e ISO TS. Para 2017, o planejamento envolve a conquista da ISO 21469 para o mercado de food grade.

Com isso, o objetivo é aumentar o número de produtos do portfolio local consideravelmente até o final de 2018, que hoje abrange cerca de 70 produtos diferentes, incluindo alguns dos carros-chefe da empresa. Este novo modelo de atuação já permitiu a incorporação, até o momento, de 7 novos produtos (fabricados anteriormente no exterior), enquanto que outros 9 se encontram em processo de aprovação. “Este é o nosso objetivo estratégico com o production transfer e nós iniciamos esse processo com os produtos HOTEMP SUPER N para o mercado de madeira e o Klüber SUMMIT R 200 para câmaras frigoríficas”, comenta Nilton Tavares, Gerente Industrial para a América do Sul.

Soluções para as necessidades regionais, com suporte global

O segundo pilar estratégico do projeto foi o de desenvolvimento de novos produtos voltados especialmente para o mercado brasileiro, com um maior entendimento não só dos aspectos técnicos, mas também das particularidades que envolvem a geografia e o comportamento local e de alguns dos principais mercados latino-americanos.

Desde 2015, passou a priorizar e a fortalecer o desenvolvimento regionalizado de novas soluções. No Brasil, inclusive, está instalado o Centro de Competência Global para o Aço. Além disso, a empresa conta com um Laboratório próprio, com suporte internacional global e que segue as diretrizes de compliance do Grupo Freudenberg. A instalação atua com foco também nos outros países do continente, como Argentina e Chile, e em mercados que dependem mais de OEMs, como automotivo, naval e de óleo e gás.

Com tudo isso, se tornou referência em segmentos importantes, como aço e cana-de-açúcar, por exemplo. “Essa soma de esforços permitiu que ganhássemos muito mais força na nossa atuação no país, e com muito mais proximidade e entendimento das demandas técnicas e de negócios dos clientes”, analisa Enrique Garcia.

Hoje, apenas uma pequena parcela das vendas são realizadas como resultado de novos desenvolvimentos locais. Com foco no longo prazo, a meta da empresa é dobrar os índices de venda de produtos de produção local até o final de 2020. “Pensamos sempre em produtos que cheguem ao mercado e fiquem por pelo menos 5 ou 6 anos, com um ciclo de vida de longo prazo”, destaca Tavares.

Desafios superados e benefícios para os clientes

Para chegar ao momento atual com todas essas perspectivas, a Klüber Lubrication precisou superar grandes desafios, econômicos, por conta da volatilidade do câmbio e do valor de equipamentos e matérias-primas, e também técnicos, como a necessidade do aprimoramento e desenvolvimento de fornecedores locais. “No caso de matérias-primas especiais, é um fator altamente complexo, pois temos muitos representantes, mas nem sempre contamos com fornecedores qualificados para nos atender dentro dos parâmetros de qualidade exigidos pela Freudenberg, com custos locais”, explica Tavares.

Para os clientes, a transferência para a produção local traz muitas vantagens: a maior delas é a redução de 70% no tempo de entrega, principalmente no caso de pedidos com matéria-prima em estoque. Outro fator reside no valor agregado, já que a Klüber Lubrication é especializada e tem conhecimento profundo em um nicho específico, abordando-o mercado de forma única junto aos clientes.

“Acreditamos muito no potencial do país. Por isso, nos antecipamos e começamos a nos preparar no passado, trabalhando hoje para colher os frutos amanhã, em vez de esperar a crise chegar. Foi o modo que encontramos para crescer de forma sustentável em tempos difíceis. Estaremos prontos e mais preparados quando esse ciclo terminar”, diz Enrique Garcia.

Eficiência Energética: marco na história da empresa e resultados em sustentabilidade

Um marco na história da empresa foi a criação, em 2013, de um departamento específico para a área de Eficiência Energética, com estrutura para atendimento aos mercados de siderurgia/aço, têxtil, alimentício e farmacêutico, entre outros. Liderado pelo engenheiro Irajá Ribeiro Jr., teve como objetivo mensurar resultados em sustentabilidade a partir do uso dos lubrificantes de alto desempenho e a adoção de metodologias certificadas internacionalmente que confirmam a economia gerada por meio da redução do consumo de energia, da emissão de CO2 e dos custos operacionais.

Com isso, pôde superar um dos principais desafios das indústrias quando se fala em sustentabilidade: os resultados indicaram uma economia média de 5% no consumo de energia elétrica dos equipamentos e redução de custos em virtude do melhor desempenho operacional das máquinas, apenas com a substituição dos lubrificantes convencionais pelos de alto desempenho. Esse índice é significativo para vários segmentos, como mineração, papel e celulose, cimento e siderurgia.

Iniciativas integradas de inovação

A Klüber Lubrication tem atuação de destaque dentro das iniciativas de inovação adotadas pelo Grupo Freudenberg no Brasil. Um dos projetos de destaque é o “Innovating Together Brasil”, iniciado este ano e que conta com a parceria da Fundação Dom Cabral e a participação da IBM. Por meio da troca de experiências e da atualização das boas práticas de mercado, o objetivo é apresentar ações que possam ser implantadas em âmbito global pelo Grupo.

Outras iniciativas voltadas para o fomento da inovação, em uma busca permanente pela mudança da forma de pensar das pessoas, incluem o Innovation Championship, uma competição voltada para todos os funcionários do Grupo, do qual Enrique Garcia faz parte do conselho global de organização, e a criação do Comitê de Inovação Brasil, em 2015.

“A inovação é feita todos os dias. Algumas são mais visíveis, outras não. E algumas acontecem mais lentamente. Por meio de discussões, debates e exercícios em grupo, podemos ter ideias que agreguem valor aos nossos clientes, parceiros e à sociedade. É com esse pensamento que partimos para mais 45 anos, acreditando nos pilares que estão em sincronia com os princípios que regem o Grupo Freudenberg”, finaliza Garcia.

Quer saber mais sobre o tema de Eficiência Energética? Clique aqui para nos enviar um e-mail.

Fale conosco

Entraremos em contato em breve

Agradecemos sua participação. Entraremos em contato assim que possível.

Ocorreu um erro no processamento. Por favor, tente novamente mais tarde.