Novidades

Eficiência Energética comprovada com uso de lubrificantes especiais

25. June 2015

Eficiência Energética comprovada com uso de lubrificantes especiais

A comprovação financeiramente do benefício dos óleos sintéticos pela redução do consumo de energia elétrica já é possível!

(*) Irajá Ribeiro Junior e Luiz Henrique Crestana

Na manutenção de redutores, um dos fatores mais importantes a ser considerado – embora nem sempre receba a devida atenção – é a qualidade da lubrificação industrial. Este aspecto geralmente é analisado profundamente apenas quando ocorre um dano ou quando a vida útil dos componentes é reduzida. No entanto, a análise de um óleo lubrificante pode fornecer preventivamente uma indicação de futuros problemas nas engrenagens, possibilitando a adequação do lubrificante, visando a evitar falhas futuras através da lubrificação especial.

 

    As exigências de indústrias e usuários quanto ao desempenho dos óleos lubrificantes têm aumentado consideravelmente, buscando constantes melhorias, com objetivo de reduzir custos operacionais, aumentar a confiabilidade e diminuir a necessidade de reparos e manutenção. A utilização de lubrificantes industriais sintéticos no lugar de óleos minerais proporciona todos estes benefícios, que já são conhecidos na indústria pelos usuários destes produtos especiais.

 

    Embora estes benefícios sejam conhecidos e perceptíveis, sua comprovação pode ser complexa, por serem também pouco tangíveis e, em alguns casos, difíceis de medir. Um benefício adicional proporcionado pelos óleos sintéticos específicos, e que tem sido cada vez mais explorado por apresentar resultados muito mais tangíveis – e portanto mensuráveis – é a redução de consumo de energia. Considerando o benefício da eficiência genética, além dos já conhecidos benefícios mecânicos, da confiabilidade e dos menores danos ao meio ambiente, é possível comprovar financeiramente o benefício da utilização de tipos de óleos lubrificantes sintéticos pela redução do consumo de energia elétrica.

 

    Na indústria Siderúrgica, por esta oportunidade e pela grande quantidade de redutores nas plantas,a atenção a este benefício tem sido crescente. Do ponto de vista do usuário, a redução do custo operacional total pela maior vida útil do óleo lubrificante, o menor consumo de peças de reposição e o menor consumo de energia, se mostram importantes fatores de melhoria no processo.

 

    O recurso de medição e comprovação dos resultados em eficiência energética tem sido cada vez mais utilizado para a comprovação financeira do retorno pelos usuários. Na Klüber Lubrication, o conceito de Sustentabilidade e eficiência energética na indústria já é uma realidade. Uma equipe de profissionais altamente capacitados, e tecnicamente habilitados para a comprovação dos resultados, já apresentou notáveis avanços em grandes clientes e aplicações de diversos segmentos como Siderurgia, Celulose e Papel, Usinas de Bioenergia, Cimento, Mineração e Alimentício.

Referências na Siderurgia – Torres de Resfriamento

    O conceito de eficiência energética com o tipo de lubrificação especial já está dando frutos na indústria siderurgia, como ilustram dois recentes trabalhos em grandes grupos siderúrgicos, um na Coréia do Sul e outro no Brasil, mostrando ganhos significativos em redutores de ventiladores de torres de resfriamento.

    Os principais desafios operacionais neste tipo de equipamento são a reduzida vida útil do óleo lubrificante, pela contaminação por água, e a dificuldade de acesso aos redutores, que torna a manutenção e a troca de óleo, mineral ou sintético, difíceis e perigosas. É possível através de tipo de lubrificação especial aumentar o intervalo de troca, obtendo ainda ganhos financeiros através de redução no consumo energético.

    Nas duas plantas, para esta aplicação foram recomendados óleos lubrificantes à base de óleo sintético de poliglicol de alto desempenho, em substituição ao óleo mineral. Estes produtos podem suportar temperaturas de trabalho de até 160°C e têm capacidade sustentadora de carga muito superior à dos óleos minerais, mesmo em presença de umidade. Os poliglicóis oferecem também uma vida de serviço muito superior àquela dos óleos minerais, devido à sua excelente resistência ao envelhecimento e à oxidação, proporcionando assim intervalos maiores entre troca de óleo ou completação de nível em sistemas de engrenagens.

    Para se fazer a correta medição de energia e aferir a redução do consumo neste tipo de equipamento é necessário controlar parâmetros de processo como a vazão da água e do ar, dentre outras variáveis, além da potência elétrica no motor para garantir que os resultados medidos sejam comparáveis e confiáveis.

    Os resultados da eficiência energética devem ser apresentados para a medição na mesma carga térmica, e considerando consumo específico dependendo dos parâmetros controlados. Os resultados de redução de consumo, já corrigidos pelos cálculos de verificação, são apresentados abaixo, para os  dois casos de medição acima mencionados.

    É possível observar que a economia alcançada foi, respectivamente, de 4,9% e 6,2%, nos equipamentos no Brasil e na Coréia do Sul. Estes percentuais proporcionaram um payback de menos de 10 meses nos dois casos, considerando apenas a economia de energia e uma vida útil do lubrificante industrial de pelo menos 4 anos, que é muito superior ao período de aproximadamente 1 ano que era utilizado para o óleo mineral.

Conclusão

    A substituição de um tipo de óleo lubrificante mineral por um sintético proporciona o aumento da confiabilidade do equipamento, e aumento nos intervalos entre trocas de lubrificantes. Além disso, para justificar financeiramente a troca em um prazo curto é possível medir a redução do consumo de energia, que deve ser comprovada através do processo de medição e verificação patenteado pela Klüber Lubrication. Através desta medição é possível comprovar o retorno financeiro do investimento muito mais rapidamente do que através dos benefícios tradicionalmente conhecidos, porém de medição complexa.

Fontes:

Irajá Ribeiro Jr. (Gerente de Mercado – Sustentabilidade e Eficiência Energética na Klüber Lubrication)

 

 

 

Luiz Henrique Crestana (Gerente de Mercado do segmento do aço na Klüber Lubrication)

 

 

 

Para saber mais sobre o assunto, clique aqui ou visite nosso estande na Feira Exposibram e converse pessoalmente com um de nossos especialistas.

 

 

Fale conosco

Entraremos em contato em breve

Agradecemos sua participação. Entraremos em contato assim que possível.

Ocorreu um erro no processamento. Por favor, tente novamente mais tarde.